Umectação Capilar: Aprenda de uma vez por todas!

Se você hidrata seu cabelo e mesmo assim sente que ele continua ressecado, a dica da vez é a umectação capilar. Como já falamos por aqui, o cronograma capilar é ideal para criar uma rotina de cuidados com os fios, sendo composto por hidratação, nutrição e reconstrução. A hidratação é responsável por repor a água dos fios e pode ser que seu cabelo já esteja hidratado, mas sem nutrientes, sendo necessária a reposição dos mesmos por meio da etapa da nutrição. A umectação capilar então é uma das formas de realizá-la, de maneira prática e simples.

O que é a umectação capilar?

Por meio de óleos vegetais puros e ricos em nutrientes e proteínas benéficas para os fios, a umectação capilar irá nutri-los de dentro pra fora. Ela é um tratamento que se encaixa na etapa de nutrição no cronograma capilar, e é ideal para dias otimizar os cuidados em dias mais corridos.

Por que fazer a umectação capilar?

Todos os dias perdemos para o ambiente nossa oleosidade natural, água e nutrientes essenciais para a saúde no cabelo, devido a fatores externos como sol, poluição, água do chuveiro, fontes de calor, entre outros. Esses fatores externos formam os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e danificação dos fios, sendo necessário realizar a umectação capilar para repor o que foi perdido.

Alguns benefícios da umectação capilar são:

  • Diminuição do frizz e pontas duplas;
  • Brilho e maciez;
  • Redução do atrito entre os fios;
  • Reposição de nutrientes e proteínas;
  • Fortalecimento;
  • Diminuição da quebra.

Como sela a cutícula dos fios, a umectação capilar mantém o cabelo nutrido e saudável por mais tempo e quando combinada ao cronograma capilar se torna ainda mais potente.

Tipos de cabelo

Muito poderosa, a umectação capilar é recomendada para fios danificados e opacos. Em cabelos cacheados e crespos é muito famosa, visto que os formatos desses tipos são em espiral ou Z, o que acaba dificultando a descida do óleo produzido pelo couro cabeludo até o fim do fio. Contudo, cabelos lisos ou ondulados também podem se beneficiar da umectação capilar, caso tenham passado por algum procedimento químico ou estejam muito ressecados.

Quais óleos utilizar na umectação capilar?

Como falado, o óleo mais indicado para realizar a umectação capilar é o vegetal, visto que são ricos em gorduras boas e que podem ser utilizados nos fios sem deixa-los pesados e gordurosos se utilizados da forma correta.

Azeite de oliva: É imprescindível utilizar o extravirgem. Além de ser super fácil de encontrar, seu efeito umectante é ótimo.

Óleo de argan: Ficou muito conhecido por seus benefícios há alguns anos, visto que além da umectação, ele pode proteger os fios contra os raios UV, ser utilizado como finalizador, reduzir o frizz, etc.

Rícino: É ótimo para acelerar o crescimento dos fios, visto que proporciona a limpeza do couro cabeludo.

Óleo de coco: Possui propriedades antifúngicas e antibacterianas, além de ser rico em vitamina E e ácidos graxos, essenciais para nutrir os fios.

Periodicidade

Para crespas e cacheadas, que possuem maior tendência para o ressecamento, a umectação pode ser realizada toda semana. Já para cabelos mais lisos e hidratados, o ideal é que seja feita entre 10 e 15 dias para que o efeito rebote não aconteça e deixe o cabelo oleoso.

Como fazer a umectação capilar

Existem duas formas para realizar a umectação, podendo escolher entre o dia ou noite.

Umectação capilar diurna

Separe uma pequena quantidade do óleo de sua preferência e aplique aos poucos, visto que a quantidade varia de acordo com o comprimento e volume dos fios.

Para a aplicação basta separar o cabelo em várias mechas e passar por todo o cabelo, até mesmo na raiz. Massageie o couro cabeludo com a ponta dos dedos e os fios como se estivesse enluvando-os. Em seguida, utilize uma touca térmica ou uma sacolinha plástica envolta com uma toalha e aguarde de 30 minutos a 2 horas. Passado o tempo enxágue em abundância e lave os cabelos normalmente, com shampoo e condicionador.

Umectação capilar noturna

Se você não tem muito tempo no dia a dia, o ideal é a umectação noturna, visto que o óleo irá agir enquanto você dorme. Basta aplicá-lo antes de dormir e no dia seguinte lavar como de costume. Uma dica importante é cobrir sua fronha com um pano de algodão para não manchar.

Como lavar da maneira correta?

É comum as pessoas terem dificuldade em retirar o óleo dos fios, mas para isso não tem segredo!

  • Molhe os fios com água morna;
  • Lave o cabelo duas vezes com um shampoo indicado para seu tipo;
  • Massageie bem o couro cabeludo com a ponta dos dedos;
  • Aplique uma pequena quantidade de seu condicionador e enxágue completamente;
  • Finalize com um leave-in e deixe secar naturalmente!

U.C.P.E

Há um tempo, o método U.C.P.E. ficou muito conhecido por facilitar a retirada do óleo sem precisar utilizar o shampoo. Isso porque, quando utilizado em excesso, ele resseca o couro cabeludo e elimina todos os nutrientes fornecidos pelo óleo.

Umectar

Aplique o óleo de coco e deixe agir de 30 minutos a 2 horas.

Condicionar

Aplique o condicionador (ou co-wash) por cima do óleo de coco enluvando todas as mechas.

Pausar

Deixe o condicionador agir por 30 minutos.

Enxaguar

Enxágue abundantemente os fios para retirar todo o óleo.

Esse método é super indicado e vale a pena testá-lo, para descobrir se o seu cabelo irá se adaptar ou não. Lembre-se de combinar a umectação capilar com o cronograma ideal para suas necessidades, e caso você não saiba quais são elas, aprenda agora mesmo como criar um cronograma capilar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *