Limpeza de pele profunda: Benefícios e passo a passo

A limpeza de pele profunda é um procedimento recomendado por dermatologistas para manter a saúde e boa aparência, pois remove células mortas, assim como elimina cravos, espinhas ou qualquer outro tipo de impureza concentrada nos poros. Além de remover o excesso de oleosidade, a ela auxilia e prepara a pele para receber e absorver melhor outros tipos de tratamentos, como máscaras faciais.

Por mais que seja possível realizar uma limpeza de pele caseira, ela não possui os mesmos resultados que a limpeza de pele profunda. A primeira acaba sendo uma esfoliação, já a segunda é feita por especialistas que removem impurezas profundas de nossa pele. Se você tem dúvidas sobre a limpeza de pele profunda, veja agora todos os benefícios.

O que é a limpeza de pele profunda?

Ela é um procedimento estético que pode ser realizado por dermatologistas ou esteticistas com o intuito de remover impurezas da pele do rosto, como resíduos de maquiagem, poluição e sujeiras do dia a dia, responsáveis pela formação de radicais livres. Esses agentes são aqueles que provocam o envelhecimento da pele, além de obstruir os poros que é a principal causa da acne e cravos. Aliás, a limpeza de pele profunda, remove todos os tipos de cravos, pontos pretos, brancos, miliuns e células mortas.

O procedimento irá auxiliar na remoção das impurezas da pele

Benefícios da limpeza de pele profunda

Por remover as impurezas, ela oferece diversos benefícios para a saúde da pele:

  • Suaviza e uniformiza a textura da pele;
  • Controla o excesso de óleo produzido;
  • Hidrata a pele, pois devolve a umidade perdida;
  • Previne o surgimento de cravos e espinhas;
  • Possui ação detox, pois remove as células mortas;
  • Facilita e auxilia a absorção de produtos na pele;
  • Previne e combate rugas, assim como linhas de expressão.

É importante dizer que esses benefícios são obtidos quando alinhados a uma rotina de cuidados com a pele saudável. Isso porque, se você apenas fizer a limpeza de pele profunda e não cuidar dela diariamente, os resultados serão quase nulos.

Tipos de pele

Desde as mais oleosas até as mais sensíveis a limpeza de pele profunda é indicada para todos os tipos de pele, o que diferencia é a frequência, sendo que nas oleosas pode ser feita todos os meses e em peles secas com maior espaço de tempo. Contudo, é importante dizer que somente o profissional da área irá poder indicar se você realmente precisa da limpeza de pele profunda e a frequência ideal.

A limpeza de pele profunda pode ser feita em casa?

Como é um procedimento um pouco mais “agressivo”, ela só deve ser feita com um profissional da área para sua segurança. Isso porque, o ambiente do profissional será totalmente higienizado, com aparelhos específicos e esterilizados, além da utilização de produtos que facilitam a dilatação dos poros e consequentemente a extração das lesões. Se feito em casa, o ele pode causar manchas e cicatrizes permanentes.

Não se deve realizar o procedimento em casa

Sendo assim, os únicos profissionais que podem realizar a limpeza de pele profunda são dermatologistas, esteticistas ou fisioterapeutas formados em dermatologia funcional.

Como saber se posso fazer a limpeza de pele profunda?

Como já falado anteriormente, o único que pode indicar a realização da mesma é o profissional da área. Contudo, atente-se a algumas questões:

  • Se estiver com acnes inflamadas;
  • Pele muito bronzeada do sol;
  • Tratamento com ácidos ou peeling químico;
  • Gravidez.

Tais fatores podem ser um impedimento para realizar a limpeza de pele profunda. Em mulheres grávidas, por exemplo, deve-se utilizar produtos diferentes, já que nessa época a tendência para manchas é maior. Entretanto, converse com o profissional para ter certeza de que pode realizar o procedimento.

Passo a passo

A sessão com o profissional pode durar 1:30 dependendo de sua pele. Entenda melhor o passo a passo feito no consultório:

1º passo: Assepsia

Assim como a limpeza da pele é essencial no dia a dia, ela não pode ser deixada de lado na limpeza de pele profunda. Para isso, são utilizados produtos desengordurantes com o objetivo de remover resquícios de maquiagem, cosméticos em geral, oleosidade e poluição.

2º passo: Esfoliação

Com o intuito de afinar a primeira camada da pele para facilitar a extração de lesões (que não estejam inflamadas) o profissional irá realizar uma esfoliação profunda e com produtos abrasivos (não podendo ser utilizados em casa).

O procedimento deve ser realizado somente por um profissional qualificado

3º passo: Extração

É a principal etapa, na qual o profissional irá remover as lesões de forma manual e dependendo do grau, com uma micro agulha, sendo utilizados produtos emolientes para facilitar a remoção. Também é muito importante que a extração seja feita com cuidado e de forma delicada, para não machucar. É claro que a pele fica sensível e dolorida, mas isso não significa que está lesionada. Por isso, esse passo não deve ser feito em casa, somente pelo profissional apto para essa função.

4º passo: Alta frequência

Com a extração, alguns pontos podem sofrer micro lesões e para auxiliar na cicatrização, é utilizado um aparelho com propriedades bactericida e fungicida. Ele controla e combate fungos e proliferação de bactérias, por meio de choquinhos leves.

5º passo: Máscara facial

Para acalmar, são utilizadas máscaras faciais indicadas para cada tipo de pele e com propriedades calmantes.

6º passo: Proteção

Utilizado por meio de loções ou géis, o protetor solar é a última etapa sendo escolhido aquele com fator no mínimo 30.

Ao final, é aplicada uma máscara facial para acalmar a pele

Cuidados após a limpeza de pele profunda

Como falamos, é comum que a pele fique sensível e irritada após a limpeza de pele profunda, contudo, alguns cuidados devem ser tomados para não piorar o estado da pele e amenizar a vermelhidão.

  • Evite se expor ao sol por pelo menos 4 dias após a o procedimento;
  • Utilize protetor solar todos os dias com FPS no mínimo 30, mesmo se ficar em casa;
  • Escolha produtos adequados para seu tipo de pele e indicados pelo dermatologista;
  • Aposte em hidratantes calmantes e não economize na água termal;
  • Não aplique ácidos na pele.

É importante deixar claro que a limpeza de pele profunda não remove todas as lesões da pele, já que dependendo da inflamação da espinha, ela não pode ser manipulada, pois caso contrário irá causar manchas.

Lembre-se de cuidar de sua pele todos os dias, utilizando produtos adequados, protetor solar e nunca espremer espinhas em casa. Se quiser, veja algumas alternativas (que não substituem a limpeza de pele profunda) que podem ser feitas em casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *